Madre Teresa de Calcutá – Dizeres

A piedade não afrouxa a luta contra a pobreza ou mesmo contra a miséria do próximo. A beata Teresa de Calcutá é um exemplo evidentíssimo do fato que o tempo dedicado a Deus na oração não só não lesa a eficácia nem a operosidade do amor ao próximo, mas é realmente a sua fonte inexaurível. Na sua carta para a Quaresma de 1996, essa beata escrevia aos seus colaboradores leigos: Nós precisamos desta união íntima com Deus na nossa vida cotidiana. E como poderemos obtê-la? Através da oração.

Bento XVI na sua encíclica Deus caritas est, de 25 de dezembro de 2005, “sobre o amor cristão”, cita Madre Teresa como exemplo de pessoa de oração e ao mesmo tempo de fé operativa.

* * *

“Um coração feliz é o resultado inevitável de um coração ardente de amor.”

“Um coração feliz é o resultado inevitável de um coração ardente de amor.”

“Um coração feliz é o resultado inevitável de um coração ardente de amor.”

“Um coração feliz é o resultado inevitável de um coração ardente de amor.”

“Um coração feliz é o resultado inevitável de um coração ardente de amor.”

“Um coração feliz é o resultado inevitável de um coração ardente de amor.”

“Um coração feliz é o resultado inevitável de um coração ardente de amor.”

Madre Teresa de Calcutá

In: O Caminho Do Herói Cotidiano
Lorna Catford e Michael Ray, Editora Cultrix
p. 112

 

Cedido por Ana Cordeiro