O Mais Famoso Poema Francês

Fonte : Rui Werneck

O mais famoso poema francês

É de Rimbaud o mais festejado poema francês.
Foi escrito por um poeta juvenil (afinal, ele abandonou a poesia com vinte e
poucos anos!) e abriu caminho para a moderna poesia francesa. Pierre Michon
escreveu em “Rimbaud, o filho”: “Ora, Rimbaud foi mais fundo. Rimbaud tocava
com mais força. Queria mais do que Verlaine ser a poesia em pessoa, ou seja,
ele e mais ninguém.”

Sensation

Par
les soirs bleus d’été, j’irai dans les sentiers,
Picoté
par les blés, fouler l’herbe menue :
Rêveur,
j’en sentirai la fraîcheur à mes pieds.
Je
laisserai le vent baigner ma tête nue.
Je
ne parlerai pas, je ne penserai pas :
Mais
l’amour infini me montera dans l’âme,
Et
j’irai loin, bien loin, comme un bohémien,
Par
la Nature, – heureux comme avec une femme.

Sensação

Pelas tardes azuis do Verão, irei pelas
sendas,
Guarnecidas pelo trigal,
pisando a erva miúda:
Sonhador, sentirei a
frescura em meus pés.
Deixarei o vento banhar
minha cabeça nua.
Não falarei mais, não
pensarei mais:
Mas um amor infinito me
invadirá a alma.
E irei longe, bem longe,
como um boêmio,
Pela natureza, – feliz
como com uma mulher.

Tradução de Werneck, livre de
rimas. Só isso, por hoje. Mas vale por toda uma lição de poesia, dada por uma
criança que viveu entre os grandes mestres, ou adultos, como Baudelaire,
Mallarmé, Verlaine, Gautier, e os superou sem cerimônias. Não tinha regras, nem
aceitava rédeas, tampouco mestres. Deixou Iluminuras, Uma temporada no inferno,
Barco bêbado e outros escritos. Imperdível.
Anúncios