Atribuições Profissionais do Psicólogo no Brasil

Contribuição do Conselho Federal de Psicologia ao Ministério do Trabalho para integrar o
catálogo brasileiro de ocupações – enviada em 17 de outubro de 1992.
Procede ao estudo e análise dos processos intrapessoais e das relações interpessoais,
possibilitando a compreensão do comportamento humano individual e de grupo, no âmbito
das instituições de várias naturezas, onde quer que se dêem estas relações. Aplica
conhecimento teórico e técnico da psicologia, com o objetivo de identificar e intervir nos
fatores determinantes das ações e dos sujeitos, em sua história pessoal, familiar e social,
vinculando-as também a condições políticas, históricas e culturais.
O Psicólogo, dentro de suas especificidades profissionais, atua no âmbito da educação, saúde,
lazer, trabalho, segurança, justiça, comunidades e comunicação com o objetivo de promover,
em seu trabalho, o respeito à dignidade e integridade do ser humano.
Contribui para a produção do conhecimento científico da psicologia através da observação,
descrição e análise dos processos de desenvolvimento, inteligência, aprendizagem,
personalidade e outros aspectos do comportamento humano e animal; analisa a influência de
fatores hereditários, ambientais e psicosociais sobre os sujeitos na sua dinâmica intrapsíquica
e nas suas relações sociais, para orientar-se no psicodiagnóstico e atendimento psicológico;
promove a saúde mental na prevenção e no tratamento dos distúrbios psíquicos, atuando para
favorecer um amplo desenvolvimento psicossocial; elabora e aplica técnicas de exame
psicológico, utilizando seu conhecimento e práticas metodológicas específicas, para
conhecimento das condições do desenvolvimento da personalidade, dos processos
intrapsíquicos e das relações interpessoais, efetuando ou encaminhando para atendimento
apropriado, conforme a necessidade. Participa da elaboração, adaptação e construção de
instrumentos e técnicas psicológicas através da pesquisa, nas instituições acadêmicas,
associações profissionais e outras entidades cientificamente reconhecidas. Realiza divulgação
e troca de experiência nos eventos da profissão e comunidade científica e, à população em
geral, difunde as possibilidades de utilização de seus recursos.
O psicólogo desempenha suas funções e tarefas profissionais individualmente e em equipes
multiprofissionais, em instituições privadas ou públicas, em organizações sociais formais ou
informais, atuando em: hospitais , ambulatórios, centros e postos de saúde, consultórios,
creches, escolas, associações comunitárias, empresas, sindicatos, fundações, varas da criança
e do adolescente, varas de família, sistema penitenciário, associações profissionais e/ou
esportivas, clínicas especializadas, psicotécnicos, núcleos rurais e nas demais áreas onde as
questões concernentes à profissão se façam presentes e sua atuação seja pertinente.
Psicólogo Clínico
Introdução
Atua na área específica da saúde, colaborando para a compreensão dos processos intra e
interpessoais, utilizando enfoque preventivo ou curativo, isoladamente ou em equipe
multiprofissional em instituições formais e informais. Realiza pesquisa, diagnóstico,
acompanhamento psicológico, e intervenção psicoterápica individual ou em grupo, através de
diferentes abordagens teóricas.
Descrição de ocupação (detalhamento das atribuições):
1 – Realiza avaliação e diagnóstico psicológicos de entrevistas, observação, testes e dinâmica
de grupo, com vistas à prevenção e tratamento de problemas psíquicos.
2 – Realiza atendimento psicoterapêutico individual ou em grupo, adequado às diversas faixas
etárias, em instituições de prestação de serviços de saúde, em consultórios particulares e em
instituições formais e informais.
3 – Realiza atendimento familiar e/ou de casal para orientação ou acompanhamento
psicoterapêutico.
4 – Realiza atendimento a crianças com problemas emocionais, psicomotores e psicopedagógico.
5- Acompanha psicologicamente gestantes durante a gravidez, parto e puerpério, procurando
integrar suas vivências emocionais e corporais, bem como incluir o parceiro, como apoio
necessário em todo este processo.
6- Prepara o paciente para entrada, permanência e alta hospitalar, inclusive em hospitais
psiquiátricos.
7- Trabalha em situações de agravamento físico e emocional, inclusive no período terminal,
participando das decisões com relação à conduta a ser adotada pela equipe, como: internações,
intervenções cirúrgicas, exames e altas hospitalares.
8- Participa da elaboração de programas de pesquisa sobre a saúde mental da população, bem
como sobre a adequação das estratégias diagnosticas e terapêuticas a realidade psicossocial da
clientela.
9- Cria, coordena e acompanha, individualmente ou em equipe multiprofissional, tecnologias
próprias ao treinamento em saúde, particularmente em saúde mental, com o objetivo de
qualificar o desempenho de várias equipes.
10- Participa e acompanha a elaboração de programas educativos e de treinamento em saúde
mental, a nível de atenção primária, em intituições formais e informais como: creches, asilos,
sindicatos, associações, instituições de menores, penitenciárias, entidades religiosas e etc.
11- Colabora, em equipe multiprofissional, no planejamento das políticas de saúde, em nível
de macro e microsistemas.
12- Coordena e supervisiona as atividades de Psicologia em instituições e estabelecimentos de
ensino e/ou de estágio, que incluam o tratamento psicológico em suas atividades.
13-Realiza pesquisas visando a construção e a ampliação do conhecimento teórico e aplicado,
no campo da saúde mental.
14- Atua junto à equipe multiprofissionais no sentido de leva-las a identificar e compreender
os fatores emocionais que intervém na saúde geral do indivíduo, em unidades básicas,
ambulatórios de especialidades, hospitais gerais, prontos-socorros e demais instituições.
15- Atua como facilitador no processo de integração e adaptação do indivíduo à instituição.
Orientação e acompanhamento a clientela, familiares, técnicos e demais agentes que
participam, diretamente ou indiretamente dos atendimentos.
16- Participa dos planejamentos e realiza atividades culturais, terapêuticas e de lazer com o
objetivo de propiciar a reinserção social da clientela egressa de instituições.
17-Participa de programas de atenção primária em Centros e Postos de Saúde ou na
comunidade; organizando grupos específicos, visando a prevenção de doenças ou do
agravamento de fatores emocionais que comprometam o espaço psicológico.
18- Realiza triagem e encaminhamentos para recursos da comunidade, sempre que necessário.
19- Participa da elaboração, execução e analise da instituição, realizando programas, projetos
e planos de atendimentos, em equipes multiprofissionais, com o objetivo de detectar
necessidades, perceber limitações, desenvolver potencialidades do pessoal envolvido no
trabalho da instituição, tanto nas atividades fim, quanto nas atividades meio.
Psicólogo do Trabalho
Introdução
Atua individualmente ou em equipe multiprofissional, onde quer que se dêem as relações de
trabalho nas organizações sociais formais ou informais, visando a aplicação do conhecimento
da Psicologia para a compreensão, intervenção e desenvolvimento das relações e dos
processos intra e interpessoais, intra e intergrupais e suas articulações com as dimensões
política, econômica, social e cultural.
Descrição de Ocupação (detalhamento das atribuições):
1- Planeja, elabora e avalia análises de trabalho (profissiográfico, ocupacional, de
posto de trabalho etc.), para descrição e sistematização dos comportamentos
requeridos no desempenho de cargos e funções, com o objetivo de subsidiar ou
assessorar as diversas ações da administração.
2- Participa do recrutamento s seleção pessoal, utilizando métodos e técnicas de
avaliação (entrevistas, testes, provas situacionais, dinâmica de grupo, etc.), com o
objetivo de assessorar as chafias a identificar os candidatos mais adequados ao
desempenho das funções.
3- Elabora, executa e avalia, em equipe multiprofissional, programas de treinamento e
formação de mão-de-obra, visando a otimização de recursos humanos.
4- Participa, assessora, acompanha e elabora instrumentos para o processo de
avaliação pessoal, objetivando subsidiar as decisões, tais como: promoções,
movimentação de pessoal, planos de carreira, remuneração, programas de
treinamento e desenvolvimento, etc.
5- Planeja, coordena, executa e avalia, individualmente ou em equipe
multiprofissional, programas de treinamento, de capacitação e desenvolvimento de
recursos humanos.
6- Participa do processo de movimentação pessoal, analisando o contexto atual, os
antecedentes e as perspectivas em seus aspectos psicológicos e motivacionais,
assessorando na indicação da locução e integração funcional.
7- Participa de programas e/ou atividades na área de segurança do trabalho,
subsidiando-os quanto a aspectos psicossociais.
8- Participa e assessora estudos, programas e projetos relativos a organização do
trabalho e definição de papéis ocupacionais: produtividade, remuneração,
incentivo, rotatividade, absenteismo e evasão em relação a integração psicossocial
dos indivíduos e grupos de trabalho.
9- Promove estudos para identificação das necessidades humanas em face da
construção de projetos e equipamentos de trabalho (ergonomia).
10- Participa de programas educacionais, culturais, recreativos e de higiene mental,
com vistas a assegurar a preservação da saúde e da qualidade de vida do
trabalhador.
11- Encaminha e orienta os empregados e as organizações, quanto ao atendimento
adequado, no âmbito da saúde mental, nos níveis de prevenção, tratamento
reabilitação.
12- Elabora diagnósticos psicossociais das organizações.
13- Emite pareceres e realiza projetos de desenvolvimento da organização no âmbito
de sua competência.
14- Realiza pesquisas visando a construção e ampliação do conhecimento teórico e
aplicado ao trabalho.
15- Coordena e supervisiona as atividades de Psicologia do trabalho, ou setores em que
elas se inserem, em instituições ou organizações em que essas atividades ocorrem.
16- Desenvolve ações destinadas as relações de trabalho no sentido de maior
produtividade e da realização pessoal dos indivíduos e grupos, intervindo na
elaboração de conflitos e estimulando a criatividade na busca de melhor qualidade
de vida no trabalho.
17- Acompanha a formulação e implantação de projetos de mudanças nas
organizações, com o objetivo de facilitar ao pessoal a absorção das mesmas.
18- Assessora na formação e na implantação da política de recursos humanos das
organizações.
19- Participa do processo de desligamento de funcionários, no que se refere a demissão
e ao preparo para aposentadoria, visando a elaboração de novos projetos de vida.
20- Participa como consultor, no desenvolvimento das organizações sociais, atuando
como facilitador de processos de grupo e de intervenção psicossocial nos
diferentes níveis hierárquicos das estruturas formais.
Psicólogo do Trânsito
1- Desenvolve pesquisa científica no campo dos processos psicológicos, psicossociais
e psicofísicos relacionados ao problema do trânsito.
2- Realiza exames psicológicos de aptidão profissional em candidatos a habilitação
para dirigir veículos automotores(“Psicotécnicos”).
3- Assessora no processo de elaboração e implantação de sistemas de sinalização de
trânsito, especialmente no que concerne a questões de transmissão, recepção e
retenção de informações.
4- Participa de equipes multiprofissionais voltadas à prevenção de acidentes de
trânsito.
5- Desenvolve, na esfera de sua competência, estudos e projetos de educação de
trânsito.
6- Contribui nos estudos e pesquisas relacionados ao comportamento individual e
coletivo na situação de trânsito, especialmente nos complexos urbanos.
7- Estuda as implicações psicológicas do alcoolismo e de outros distúrbios nas
situações de trânsito.
8- Avalia a relação causa-efeito na ocorrência de acidentes de trânsito, levantando
atitudes-padrão nos envolvidos nessas ocorrências e sugerindo formas de atenuar
as suas incidências.
9- Aplica e avalia novas técnicas de mensuração da capacidade psicológica dos
motoristas.
10- Colabora com a justiça e apresenta, quando solicitado, laudos, pareceres,
depoimentos etc;
11- Servindo como instrumentos comprobatórios para melhor aplicação da lei e
justiça;
12- Atua como perito em exames para motorista, objetivando sua readaptação ou
reabilitação profissional.
Psicólogo Educacional
Introdução
Atua no âmbito da educação, nas instituições formais ou informais. Colabora para a
compreensão e para a mudança do comportamento de educadores e educandos, no processo
de ensino aprendizagem, nas relações interpessoais e nos processos intrapessoais, referindo-se
sempre as dimensões política, econômica, social e cultural. Realiza pesquisa, diagnóstico e
intervenção psicopedagógica individual ou em grupo. Participa também da elaboração de
planos e políticas referentes ao Sistema Educacional, visando promover a qualidade, a
valorização e a democratização do ensino.
Descrição de ocupação: (detalhamento de atribuições)
1- Colabora com a adequação, por parte dos educadores, de conhecimentos da
Psicologia que lhes sejam úteis na consecução crítica e reflexiva de seus papéis.
2- Desenvolve trabalhos com educadores e alunos, visando a explicitação e a
superação de entraves institucionais ao funcionamento produtivo das equipes e ao
crescimento individual de seus integrantes.
3- Desenvolve, com os participantes do trabalho escolar (pais, alunos, diretores,
professores, técnicos, pessoal administrativo), atividades visando a prevenir,
identificar e resolver problemas psicossociais que possam bloquear, na escola, o
desenvolvimento de potencialidades, a auto-realização e o exercício da cidadania
consciente.
4- Elabora e executa procedimentos destinados ao conhecimento da relação
professor-aluno, em situações escolares específicas, visando, através de uma ação
coletiva e interdisciplinar a implementação de uma metodologia de ensino que
favoreça a aprendizagem e o desenvolvimento.
5- Planeja, executa e/ou participa de pesquisas relacionadas a compreensão de
processo ensino-aprendizagem e conhecimento das características Psicossociais da
clientela, visando a atualização e reconstrução do projeto pedagógico da escola,
relevante para o ensino, bem como suas condições de desenvolvimento e
aprendizagem, com a finalidade de fundamentar a atuação crítica do Psicólogo, dos
professores e usuários e de criar programas educacionais completos, alternativos,
ou complementares.
6- Participa do trabalho das equipes de planejamento pedagógico, currículo e políticas
educacionais, concentrando sua ação naqueles aspectos que digam respeito aos
processos de desenvolvimento humano, de aprendizagem e das relações
interpessoais, bem como participa da constante avaliação e do redirecionamento
dos planos, e praticas educacionais implementados.
7- Desenvolve programas de orientação profissional, visando um melhor
aproveitamento e desenvolvimento do potencial humano, fundamentados no
conhecimento psicológico e numa visão crítica do trabalho e das relações do
mercado de trabalho.
8- Diagnostica as dificuldades dos alunos dentro do sistema educacional e encaminha,
aos serviços de atendimento da comunidade, aqueles que requeiram diagnostico e
tratamento de problemas psicológicos específicos, cuja natureza transceda a
possibilidade de solução na escola, buscando sempre a atuação integrada entre
escola e a comunidade.
9- Supervisiona, orienta e executa trabalhos na área de Psicologia Educacional.
Psicólogo Jurídico
Introdução
Atua no âmbito da Justiça, nas instituições governamentais e não-governamentais,
colaborando no planejamento e execução de políticas de cidadania, direitos humanos e
prevenção da violência. Para tanto, sua atuação é centrada na orientação do dado psicológico
repassado não só para os juristas como também aos sujeitos que carecem de tal intervenção.
Contribui para a formulação, revisões e interpretação das leis.
Detalhamento das Atribuições
1- Assessora na formulação, revisão e execução de leis.
2- Colabora na formulação e implantação das políticas de cidadania e direitos
humanos.
3- Realiza pesquisa visando a construção e ampliação do conhecimento psicológico
aplicado ao campo do Direito.
4- Avalia as condições intelectuais e emocionais de crianças adolescentes e adultos
em conexão processos jurídicos, seja por deficiência mental e insanidade,
testamentos contestados, aceitação em lares adotivos, posse e guarda de crianças
ou determinação da responsabilidade legal por atos criminosos.
5- Atua como perito judicial nas varas cíveis, criminais, justiça do trabalho, da
família, da criança e do adolescente, elaborando laudos, pareceres e perícias a
serem anexados aos processos.
6- Elabora petições que serão juntadas ao processo, sempre que solicitar alguma
providência, ou haja necessidade de comunicar-se com o juiz, durante a execução
da perícia.
7- Eventualmente participa de audiência para esclarecer aspectos técnicos em
Psicologia que possam necessitar de maiores informações a leigos ou leitores do
trabalho pericial psicológico(juízes, curadores e advogados).
8- Elabora laudos, relatórios e pareceres, colaborando não só com a ordem jurídica
como com o indivíduo envolvido com a Justiça, através da avaliação das
personalidade destes e fornecendo subsídios ao processo judicial quando solicitado
por uma autoridade competente, podendo utilizar-se de consulta aos processos e
coletar dados considerar necessários a elaboração do estudo psicológico.
9- Realiza atendimento psicológico através de trabalho acessível e comprometido
com a busca de decisões próprias na organização familiar dos que recorrem a
Varas de Família para a resolução de questões.
10- Realiza atendimento a crianças envolvidas em situações que chegam às
Instituições de Direito, visando a preservação de sua saúde mental, bem como
presta atendimento e orientação a detentos e seus familiares.
11- Participa da elaboração e execução de programas sócio educativos destinados a
criança de rua, abandonadas ou infratoras.
12- Orienta a administração e os colegiados do sistema penitenciário, sob o ponto de
vista psicológico, quanto as tarefas educativas e profissionais que os internos
possam exercer nos estabelecimentos penais.
13- Assessora autoridades judiciais no encaminhamento à terapias psicológicas,
quando necessário.
14- Participa da elaboração e do processo de Execução Penal e assessorar a
administração dos estabelecimentos penais quanto a formulação da política penal e
no treinamento de pessoal para aplicá-la.
15- Atua em pesquisas e programas de prevenção à violência e desenvolve estudos e
pesquisas sobre a pesquisa criminal, construindo ou adaptando instrumentos de
investigação psicológica.
Psicólogo do Esporte
Detalhamento das Atribuições
1- Procede o exame das características psicológicas dos esportistas, visando o
diagnóstico individual ou do grupo, dentro da atividade em que se encontram.
2- Desenvolve ações utilizando-se de técnicas psicológicas contribuindo em nível
individual, para realização pessoal e melhoria do desempenho do esportista e em
nível grupal, favorecendo a otimização das relações entre esportistas, pessoal
técnico e dirigentes.
3- Realiza atendimento individual ou em grupo de esportistas, visando a preparação
psicológica no desempenho da atividade física em geral.
4- Acompanha, assessora e observa o comportamento dos esportistas, visando o
estudo das variáveis psicológicas que interferem no desempenho de suas atividades
específicas(treinos, torneios e competições).
5- Orienta pais ou responsáveis visando facilitar o acompanhamento e o
desenvolvimento dos esportistas.
6- Realiza atendimento individual ou em grupo com esportista, visando a preparação
psicológica no desempenho da atividade física em geral.
7- Realiza estudos e pesquisas individualmente ou em equipe multidisciplinar,
visando o conhecimento teórico-prático do comportamento dos esportistas,
dirigentes e públicos no contexto da atividade esportiva.
8- Elabora e participa de programas e estudos educacionais, recreativos e de
reabilitação física orientando a efetivação de um trabalho de caráter profilático ou
corretivo, visando o bem-estar dos indivíduos.
9- Colabora para a compreensão e mudança, se necessário do comportamento de
educadores no processo de ensino-aprendizagem e nas relações inter intra pessoais
que ocorrem no ambiente esportivo.
10- Elabora e emite pareceres sobre aspectos psicológicos envolvidos na situação
esportiva, quando solicitado.
11- Encaminha o esportista a atendimento clínico quando houver necessidade de uma
intervenção psicológica que transcenda as atividades esportivas.
12- Ministrar aulas de psicologia no esporte em cursos de psicologia e educação física,
oportunizando a formação necessária a estes profissionais, a prática das atividades
esportivas e seus aspectos psicológicos.
Psicólogo Social
Introdução
O psicólogo social é aquele que entende o sujeito desde uma perspectiva histórica
considerando a permanente integração entre indivíduo e o social. Neste sentido operar como
psicólogo social significa desenvolver um trabalho desde esta perspectiva de homem e da
sociedade, possibilitando atuar em qualquer área da Psicologia.
Detalhamento das Atribuições
1- Promove estudos sobre características psicossociais de grupos étnicos, religiosos,
classes e segmentos sociais nacionais, culturais, intra e interculturais.
2- Atua junto a organizações comunitárias, em equipe multiprofissional no diagnóstico,
planejamento, execução e avaliação de programas comunitários, no âmbito da saúde, lazer,
educação, trabalho e segurança.
3- Assessora órgãos públicos e particulares, organizações de objetivos políticos ou
comunitários, na elaboração e implementação de programas de mudança de caráter social e
técnico, em situações planejadas ou não.
4- Atua junto aos meios de comunicação, assessorando quanto aos aspectos psicológicos
nas técnicas de comunicação e propaganda.
5- Pesquisa, analisa e estuda variáveis psicológicas que influenciam o comportamento do
consumidor.
Professor de Psicologia (Ensino de 2º Grau)
Detalhamento das Atribuições
1- Leciona Psicologia em cursos de 2º grau selecionando nos vários campos da
Psicologia, os conteúdos teórico-práticos pertinentes aos objetivos do curso em que insere a
disciplina, transmitindo-os através de técnicas didáticas, para proporcionar aos alunos
condições de compreensão e utilização dos conhecimentos gerados pela ciência psicológica.
2- É especializado em ministrar aulas de Psicologia, devendo Ter como habilitação
mínima a licenciatura em Psicologia.
Professor de Psicologia (Ensino Superior)
Detalhamento das Atribuições
1- Leciona Psicologia em cursos superiores selecionando, nos vários campos da
Psicologia, os conteúdos teórico-práticos pertinentes aos objetivos do curso em que se insere a
disciplina, transmitindo-os através de técnicas didáticas adequadas de forma a possibilitar aos
alunos a compreensão e utilização de conhecimentos psicológicos.
2- Ministra aulas de Psicologia, tanto para o curso de psicólogos, como para a formação
de outros profissionais de nível superior que demandam conhecimentos técnicos-científicos
de Psicologia.
3- No caso de lecionar disciplinas do Curriculum dos cursos de Psicologia, transmite o
corpo de conhecimento da Psicologia e seu processo de construção ao longo da história:
informa cerca do desenvolvimento de instrumentos e técnicas psicológicas e suas aplicações
nas diversas áreas de atuação do psicólogo; informa acerca dos conhecimentos e práticas que
caracterizam a atuação do psicólogo; informa acerca dos conhecimentos e práticas que
caracterizam a atuação do psicólogo nas diversas áreas de aplicação das ciências humanas,
como por exemplo no trabalho, na saúde, na educação, na justiça e nas comunidades, e
supervisiona os estágios curriculares.
4- Deve também propiciar condições necessárias ao desenvolvimento de atitude
científica, análise crítica e postura ético-profissional do aluno.
5- Deve Ter habilitação mínima de bacharel em Psicologia ou grau de Psicólogo.
6- Supervisiona estágios, curriculares (atuação prática) dos alunos, no âmbito interno e
externo da instituição de ensino universitário.

Anúncios