MUITO BEM SOZINHA, OBRIGADA!

“Fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho”. A música é divina, mas Tom, vem cá: é super possível ser feliz sozinho. Mais do que possível, é a minha realidade e de muita gente bem resolvida que eu conheço.

Quem foi que disse que pra ter sorriso na cara e paz no coração precisa ter um par? Que mania é essa de sentir pena de quem tá desacompanhado no evento da família, do trabalho ou dos amigos? Somos livres, desimpedidas e pedimos mesa só para uma pessoa sim.

Não é que a gente seja fria ou não goste de relacionamentos. É só que estamos num momento de amor com a gente mesmo e adoramos o prazer da nossa própria companhia. Uma viagem desacompanhada? Um fim de semana sem ninguém em casa? Um café sem companhia? Tô dentro, adoro, já fiz e não vejo a hora de repetir tudo isso.

shutterstock_346421912

Estar sozinha é diferente de estar solitária, que é muito diferente de ser triste, melancólica ou desesperada. Não sou eu que tô dizendo, tá no dicionário. Para e olha quanta coisa incrível faz a pessoa solteira que você tem dó. Chega de indignação com a nossa liberdade e por favor, cara de dó nunca mais.

Nós somos e estamos felizes, de verdade! Curtimos a família, viramos noites com os amigos, nos dedicamos inteiramente à projetos no trabalho, praticamos exercícios e aproveitamos todo o resto. Não tem competição, não tem situação melhor ou pior.

Pode ser que daqui a um tempo meu status seja outro, quando (e se isso acontecer), a minha essência vai continuar a mesma e eu continuarei buscando o melhor de cada momento. Porque ser feliz e ter gratidão pela vida faz parte de mim, independente de ter ou não alguém do meu lado. Então fiquem tranquilos, porque eu e tô muito bem sozinha, obrigada! 😀

 

 

Autora: Mylena Gama

Fonte: http://aterapiadealice.com/2015/12/muito-bem-sozinha-obrigada/

Anúncios