Afinal, onde começa uma traição?

Nos últimos anos, a infidelidade deixou de ser assunto daquelas conversas sussurradas de comadres para se tornar tema de debate aberto e acalorado. Diversas pesquisas realizadas ao redor do mundo têm se dedicado a tentar explicar essa tendência humana que, aparentemente, é mais comum do que se imaginava em tempos idos.

Alguns estudos já demonstraram que a traição, em geral, não é coisa de uma só noite, sendo que 60% dos casos duram mais de um mês. Também já foi demonstrado que os homens traem mais que as mulheres e que os motivos para que ambos sejam infiéis são distintos. Enquanto os homens agem guiados pelo lado físico, as mulheres tendem a creditar suas traições a problemas emocionais.

Mas como saber quando uma traição começa? Na verdade, mais profundamente, o que caracteriza uma traição? Manter relações sexuais com outra pessoa fora do relacionamento é, de fato, a descrição mais conhecida, mas será que apenas essa atitude define a traição?

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Portal CNN em espanhol através do Facebook, alguns dados interessantes foram revelados acerca desses questionamentos. Os usuários foram desafiados a identificar a linha que divide a infidelidade das brincadeirinhas sem malícia.

Os resultados foram muito interessantes, do ponto de vista comportamental: a maioria das duas mil pessoas que responderam à enquete realmente acredita que o contato físico não é fundamental para caracterizar a traição.

A questão era: considera-se traição quando há fantasia, algum tipo de flerte, início de contato pela internet, abraço, beijo ou a partir do momento em que há relação sexual? Atenção, leitoras, o aspecto emocional das relações amorosas foi o que mais contou para os entrevistados.

Todos os resultados da enquete

Cerca de 47% dos usuários afirmaram que a traição se inicia quando um dos parceiros envia uma mensagem de texto, um e-mail ou um recado virtual (em uma rede social, por exemplo) sem o conhecimento do outro. Esse tipo de definição foi o mais citado pelos entrevistados.

Em segundo lugar, ficam as relações sexuais. O curioso é que apenas 20% dos leitores consideraram o sexo como sendo o fator caracterizador da infidelidade.

 

 

Autora: Carolina Werneck

Fonte: http://www.dicasdemulher.com.br/afinal-onde-comeca-a-traicao/

Anúncios