Seleção de frases do meu blog…

“E a gente vai por aí, se completando assim meio torto mesmo. E Deus escrevendo certo pelas nossas linhas que se não fossem tão tortas, não teriam se cruzado”

“Depois de algum tempo você aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias, e o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.” (Willian Shakespeare)

“Quem disse que a poesia é apenas agreste avena? A poesia é a eterna Tomada da Bastilha, o eterno quebra-quebra, o enforcar de Judas, executivos e catedráticos em todas as esquinas e, a um ruflar poderoso de asas, entre cortinas incendiadas, os Anjos do Senhor estuprando as mais belas filhas dos mortais.”
Essas palavras de Mário Quintana, em “Esconderijo do Tempo”, renascem sempre em imagens que esquecemos. Na força das palavras. No calor das fantasias… a poesia vai além, nunca e sempre.

“Não existo. Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram.”
Álvaro de Campos

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia; e se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”
(Fernando Pessoa)

Status é comprar coisas que você não gosta, com um dinheiro que você não tem, para mostrar para uma pessoa que você nem conhece direito um ser que você não é.

“Não sei se o mundo é bom, mas ele ficou melhor desde que você chegou..” (Nando Reis – Espatódea)

Os olhos de ressaca, de cigana oblíqua e dissimulada da Capitu. É como Machado de Assis descreve, é como eu a vejo. “Acho que são olhos de mar na ressaca… Aquele mar que vem e me arrasta e me puxa para dentro de você.”

“[…] e não falo em nenhum outro sentido que não seja amizade. […] é quando a gente pode dispensar as palavras.”

“Não enfrente montros sob pena de te tornares um deles. Lembra-te: se contemplas o abismo, a ti o abismo também contempla.” Nietzsche eterno!

“Você pensou que se divertia, sabia como me dominar. mas era eu que sabia fingir. era eu que te fazia sonhar.” Outro trecho da musica “lolita”

“A viu, deitada num barco, ao pé do Velho Moinho, o rosto contra a água, interrogando o fundo do rio, onde, entre as manchas de sol, o seu rosto, estava o meu amor…” Arthur Rimbaud

“O ciúme é aquela dor que dá quando percebemos que a pessoa
amada pode ser feliz sem a gente”
(Rubens Alves)

Anúncios