REPÚDIO AS MULHERES FRACAS DE “ESPRÍTO” (Cap3 e 4)

CAP 03 – Mas que tipo de mulher eu quero? Meu lado egoísta vai responder.

Sempre brinquei com a frase de Lacan (um discípulo dissidente de Freud): “Quem são esses outros que habitam em mim?“. Quer dizer, sou esse Cristian só nessa noite de terça-feira, nem me julguem amanhã pela manhã. Ou me defenderia com o baluarte do Psicodrama, o Moreno, que diria que desempenhamos papéis sociais, como num teatro, quando estamos com as pessoas. Em cada lugar e com cada tipo de pessoa vc desempenha atitudes diferentes. Cada um de nós, são muitos. Com mamãe vc é cute-cute, com seu namorado você é a gata selvagem, com seu chefe vc é aquele teatro tooodo pra fingir que está trabalhando…kkk Não é falsidade, você é estatisticamente normal!

Sempre me fizeram essa pergunta. Mas então que “diacho de mulhé” que vale a pena?

Sempre me fizeram os mesmos comentários. Mas os homens são iguais ou piores…

Sobre as mulheres até respondo, mas falar mal sobre o gênero da seleção canarinho do universo, eu me abstenho (pelo menos por hora).

Vou apenas fazer algumas generalizações apressadas. Mulher muito boazinha é bobinha (lembrei do livro: “Mulheres Boazinhas não Enriquecem”). Mulher sem formação universitária nem emprego direito consegue, vive em outro mundo (sem discussão). Mulher que pensa que é superior só pela beleza, deve refletir que gravidade não é um dilema da física, mas do tempo. Mulher maquiavélica, sim, a que me vence me ganha, a que consegue ser superior a mim é a que eu quero. E quero muito! Aquela que sabe o valor do 1 real do “pão com bolinho” (educada financeiramente); sabe o interesse que tem nos olhos dos outros (já leu a Simone de Beauvoir e sabe o que é Psicologia do Interesse); sabe que ela tem que morar longe e estar sempre por perto (e não importa ela um dia entendeu por que Bach escreveu “Longe é Um Lugar que Não Existe”); aprendeu com Oswald de Andrade que “Amor/Humor” é indissociável; sabe o tempo que falta pra ela morrer (“Tempus Fugit, ergo, Carpe Diem”) e sabe o que do mundo tem que arrancar a força para deixar ela feliz. E isso quer dizer: que faça a opção coerente a essa pergunta de séculos do Ato III, Cena I, no Solilóquio de Hamlet de William Shakespeare…

“Ser ou não ser – heis a questão.
Será mais nobre sofrer na alma
pedradas e flechadas do destino feroz?
Ou pegar em armas contra o mar de angústias –
E, combatendo-o, dar-lhe fim?”

Ou pra mulher desfavorecida cognitivamente:
A melhor escolha seria… esperar pelo destino, cultivar seu jardim e esperar as borboletas (como diria Mário Quintana) ou pegar um 38 e matar todas borboletas até achar uma que não morra, pois já está morta de amores por vc?
“Deixar a vida me levar” (não gosto do Z. pagodinho, rsrs) ou agir e arrancar de vc todo seu futuro através de suas ações?

Existiu sempre ainda aquela lembrança dos velhos livros de filosofia. Sim, faltou nesses corpos doces o “governo de si”. Foram os gregos, aqueles filósof’o’s que gostavam de fazer sexo com seus aluninh’o’s, foram os homens livres, de suas repúblicas sabáticas, do alto de suas isegurias, foram apenas homens que são lidos a mais de 2 mil anos e que conseguiram o feito… de tudo que for escrito no mundo hoje, ser repetição em outra ordem deles… a vã filosofia. Então, isso é discurso pra vc se tocar que é importante… diziam eles que uma pessoa só pode governar os outros e ser cidadão, se conseguir dominar a si próprio, conhecer a si mesmo, governar seu corpo e sua mente e controlar seus desejos… Êita pinguça desvairada, é com vc que falo! Que não consegue dominar seus movimentos sexuais-pró-motel depois da “água de beber camará” (Vinícius de Moraes) e que não leu essa notícia no último jornal (abrir)! Tudo bem que vc só tem isso de prazer que pode tirar da vida, que só o seu corpo podes usar pra gozar. Nem sabes vc, e nem aprendeu que podes aproveitar a vida de outras formas. Mas saiba, o que vc representa, saiba que sua imagem se faz pelo que vc escolhe. Depois que quiser se trancar no banheiro, ligar chorando pra amiga, tentar tomar pílulas loucas de emagrecimento, veja que sua história já foi feita! Que o bom homem pode até te beijar a primeira vez por teres a “pelve dotada de músculos bem torneados”, mas será uma vez. Pois já estais classificada, já tens o título de cortesã pra apenas uma utilidade no mercado de investimento libidinais (explico depois)!

Bem os homens… eu sei, nós desde meninos aprendemos que time que ganha é aquele que faz mais gols, que quanto mais marcação, mais oportunidades de sucesso! Bem, a gente com o tempo aprende que mulher e sentimento, essa jogada em falta nos dias de hj, não faz parte de um simples jogo de apenas entrar com bola e tudo. Antes era orgulho mostrar seus gols, seus passes, e mostrar que era melhor que os outros marcando mais. Isso! Quando se é menino ficar com 10 numa festa é a coisa mais recompensadora e ilustre do mundo. Imagina se seus amigos verem, se as meninas olharem a sua grande carnalidade. Olha, até pra mim também foi legal me encher de vazio, não ficar com o “saco cheio” e me passar um pouco, para ao mesmos, ser recompensando pelo elogios dos meus “colegas” de festa… Mas cara, quem faz 10 gols, até é craque, mas só ganha troféu no estádio é aquele que faz gol de placa, gol de bicicleta, uma grande jogada. Vc só tem um feito grande com uma grande mulher, só tem uma recompensa grande se quem fala são seus verdadeiros amigos, e simples, só consegue isso depois de um bom tempo de experiência. Um dia aprendemos que as melhores meninas acham péssimo ser apenas mais uma. As que valem a pena escutam que vc é de todas, ficou com todas. Saiba, ela não se sentirá especial ao seu lado. Bem sabemos que as fraquinhas, a menininhas sem graça, vêem que vc é pegador e sentem um desejo (inveja) de ter vc como as outras tiveram. Bem, falamos das mulheres, esquecemos as fracas de “espríto”.

Tenho repetido que mulher com história e ficha-corrida de 2 km de muita fornicação tem pouca chance. Classificamos nós homens as mulheres… bem no senso comum: existem mulheres para promiscuidade temporária ou no popular, ser depósito de porra (nossa, pesado essa), e mulheres para “tentar amar”. Isso, só dois tipos. Não fujo do que falo que as relações estão cada vez mais restritas, que duram lá os seus 3 anos de namoro e que o padre da minha paróquia se ajoelha todos os dias pedindo mais casamentos e menos separações em sua igreja.

Moro em cidade pequena. Mas numa região de mais de 200 mil pessoas, morei em um cidade de 400 mil. São coisas simples. Sou daqueles velhos conservadores. Aqueles poucos que ainda escrevem poesia, que xingam seus amigos quando não querem tentar achar o sentimento perdido no último fim de namoro, aqueles que se empenham em oferecer um bom mundo, boas palavras e atitudes cada vez mais afinadas com o coração. Eu me esforço!

Acho que quando perdi meu pai aos 7, com câncer no pulmão, aprendi que além da vida que tenho que correr atrás, do segundo que tenho que valorizar, devo descobrir aquelas mais laboriosas avacalhações políticas do presidente, as cores escondidas do mundo que eu mesmo criei, os prédios mais altos feitos de ossos e suor, os dias mais enluarados das noites sem festa, e a porcaria da dor de dente que sinto. Nem tenho mais raiva da minha pressa, nem tenho mais medo desse mundo, nem me ofendo mais com o fim. Aprendi a rir de mim mesmo… mas se enganem que sabendo de perto que vou morrer e vai acabar a festa pela metade, o beijo no começo e começo no fim, que desisti de conquistar. Vou ser aquele desejoso pai, bobo e mais criança que o próprio filho. Vou chorar em onze dos dez filmes que verei. Vai caber na palma da minha mão o controle do sentimento das pessoas que quero ter saudade. Nem desse mundo fui, nem dessa bebida me inebriei, nem dessa fraqueza eu resisti. Eu governo a mim mesmo, pratico a mim mesmo, faço como diria Michel Foucault, a hermenêutica de si, só que remasterizada para 2008. Leio meus livros, faço minha arte, treino meu corpo, escrevo minha palavras e desejo de profundo a vida suada de conquistas a todos(as).

Capítulo 4 – “Quem gosta de pic… é viado, mulher gosta é de dinheiro, de segurança!”

Essa frase escutei na academia. De pessoas legais, de amigos cheios de músculos, e de alguns bolsos com pouco dinheiro. Falavam sobre as mulheres “lindas e perfeitas” estando do lado de “feios e perfeitos”… idiotas. Mas claro, andando de mercedes, bmw e sendo custeadas na íntegra pelos seus meninos.
Sabe.
Não condeno!

Imagine vc a criação delas. Mamãe já deve ter casado por interesse, sua insegurança não consegue motivar a conquistar 2 mil ao mês, precisam de um bom Vinho do Porto para relaxar e suas costas querem apenas deitar sobre um bom colchão. E saiba, o mundo lhes deu de presente a beleza, por que se matar em trabalhar se tem os trouxas para sustentarem? Se tem uma “vulva” que suporta a pressão de um garoto de ouro, se aceitam a se submeter sobre o berço explêndido de uma casa explêndida? Taí, quero também! Quem disse que é burrice aproveitar a vida quando a consciência não pesa e não a repreende? (Nietzsche mandou a culpa ir pra forca com todas as ‘cruzes’). Eu também quero dinheiro e segurança se for assim. Todos querem. Meus amigos que apontaram na academia para menina bonita com o cara “bornado”, a mesma inveja. Eles queriam estar lá, mas fizeram essa bela frase, essa bela desculpa para compensar sua impotência.

Ainda me lembro a primeira vez que li de Lacan: “Às vezes os defeitos que existem nos outros, são apenas percebidos, por que talvez existam em nós mesmos”.

…Termino o começo em outra terça de madrugada…

▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄

CAP. 5 – A psicologia, a filosofia, a ciência e a dona do cabaré falam sobre o apaixonamento.

-Em fase de construção.

▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄

Anexos:

1- Até que um dia uma amiga resolveu fazer o “protesto dela” e postou no seu orkut 3 páginas e meia de palavras.

“Protesto, Revolta, qualquer coisa!!!”

Isso é um protesto basicamente feminista e não baseado em época alguma, senão essa mesma. Digo isso a uma pessoa que sabe muito bem que precisa ler isso.

Somos almas perambulando por esse mundo, um dos piores mundos pra se viver. Cala essa tua boca quando inventar de falar algo que machuque alguém. Não acreditas mais no amor? Pois bem, te digo que também não.

Seria mais fácil esquecer os dias e as noites do que acreditar novamente no amor não é mesmo??? Porque não há mais poesia, nem o consentimento de sonhos em nosso coração, nem aquele pensamento vago e assustador nas noites em que nos afogamos na solidão do nosso quarto. Não há basicamente mais palavra alguma que possa desmistificar qualquer sentimento que tenhamos.

Continua… https://cristianccss.wordpress.com/2007/09/12/resposta-ao-meu-texto-repudio-as-mulheres-fracas-de-esprito/

2- Leia mais um texto meu:
https://cristianccss.wordpress.com/2007/06/22/dois-dias-de-mim/

3-Recomendo mais 2 de outras pessoas:
https://cristianccss.wordpress.com/2007/11/14/eis-a-questao-namorar-ou-ficar-solteiro/
https://cristianccss.wordpress.com/2007/11/10/estamos-com-fome-de-amor-arnaldo-jabor/

3-Deixe seu comentário aqui em baixo.

Anúncios