“Não existo. Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram.”
Álvaro de Campos

Anúncios