Teus Olhos (Genildo Mota Nunes)

Ó doce amada e tão linda,
São teus olhos duas luas,
Desejos das minhas ruas,
Ruas do meu triste amar!
Quem me dera, cedo ainda,
Minhas noites fossem tuas,
Fossem tuas minhas ruas
Tão carentes de luar!

Anúncios